Você já deve ter lido aqui no blog alguns artigos onde te alerto como a luz azul que sai dos nossos smartphones atrapalham o nosso sono, e prejudicam o rendimento da gente no dia seguinte.

Como todos nós sabemos que é muito difícil interromper um hábito, pesquisadores procuraram uma maneira de que essa atitude atrapalhe menos nosso bem estar.

simardfrancois/Pixabay

Cientistas da Mayo Clinic, do Arizona (EUA) conduziram um estudo que determinou como usar um smartphone ou tablet à noite para não afetar a qualidade do sono.

A luz brilhante da tela de um smartphone ou tablet afeta a qualidade do sono. E isso afeta muito, pois interrompe a secreção de melatonina, responsável por quão bem dormimos.

Leia também: 8 coisas a fazer antes de ir dormir alert-info

No entanto, o estudo demonstrou que você ainda pode usar os aparelhos antes de ir para a cama, mas com algumas condições.

Os pesquisadores provaram que os níveis de melatonina não mudam quando iluminados a 30 lux.

Para que a luz da tela não exceda esse nível, o brilho deve ser mínimo e a distância da tela ao rosto deve ser de pelo menos 35 centímetros.

Para a pesquisa, eles usaram dois tablets e um smartphone. Eles foram usados ​​em uma sala escura a diferentes distâncias do rosto dos voluntários para determinar a que distância e em que nível de brilho a tela não interfere na liberação de melatonina.

Outra solução interessante são as funções dos nossos celulares e computadores que "amarelam" a tela, deixando uma cor mais quente, e menos prejudicial à produção de melatonina. Você pode saber mais sobre isso neste artigo.


Talvez a tela fique tão escura, que você acabe não conseguindo ver nada, e decidirá ir dormir? Talvez 😁 

Portanto, se você não consegue abandonar o hábito de usar o smartphone na cama antes de dormir, pelo menos mantenha o aparelho longe o suficiente do rosto e use o brilho no mínimo!

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem