Este programa recupera arquivos deletados, no Windows e Mac!


Em algum momento você pode ter deletado um arquivo e logo em seguida, ter se arrependido disso.

Porém, sorria: nem tudo está perdido! Mesmo um arquivo deletado pode ser recuperado com a ajuda de um software especializado.

Como é possível recuperar um arquivo deletado?

Quando você aperta “delete”, o computador não apaga aquele arquivo realmente, apenas avisa ao sistema que, quando for necessário, aquele espaço poderá ser usado para armazenar outro arquivo. Enquanto a necessidade de usar aquele espaço não acontece, o arquivo está lá, invisível e inacessível.

Por este motivo, é muito importante evitar salvar arquivos no local em que você tem arquivos a serem recuperados, pois a tendência é que com o tempo, o arquivo seja definitivamente perdido.

Como recuperar um arquivo deletado?

Com o uso de um programa para recuperar dados, é possível recuperar seus arquivos deletados no Windows ou no Mac. Desenvolvido pela EaseUS Software, o Data Recovery Wizard Professional é de fácil uso, possui versão gratuita de testes e cumpre o que promete, em 3 passos.

Este programa recupera arquivos excluídos, perdidos após formatação, esvaziados da lixeira, recupera de uma partição perdida, de um HD danificado, de uma falha no Sistema operacional ou perdido por vírus.

Os arquivos recuperáveis estão entre os mais populares, como documentos DOC e DOCX (Word), XLS e XLSX (Excel), PPT e PPTX (Power Point), PDF, arquivos gráficos, como JPG, PNG, BMP, GIF e outros, arquivos de vídeo, como AVI, MOV, MP4, arquivos de áudio, como MP3, WAV e outros, arquivos de emails e extensões ZIP, EXE, ISO...

Os dispositivos são diversos: PC/Notebook, HD Externo, Cartão de memória, Pen drive... não tem tempo ruim com este programa!

Passo a passo para recuperar um arquivo perdido

Com ele, eu consegui recuperar um arquivo deletado, que estava dentro de uma pasta também deletada em um pen drive. Veja o passo a passo:

O primeiro passo é rodar o programa EaseUS Data Recovery Wizard Professional, (abaixo, à direita) e indicar em qual local o arquivo foi deletado. Neste caso, foi no Pen Drive de 8 gb. Clico nele e em seguida, no botão azul “Verificar”.


Repare no canto inferior esquerdo, que no Pen Drive só existem duas pastas: “Arquivos – Amt Online” e “Documentos – trabalho”.

Após alguns minutos de processamento, o programa encontrou 4.747 arquivos deletados. Note que há um ícone de lixeira em frente de cada arquivo deletado que o programa encontrou.

O arquivo que me interessa está dentro de uma pasta que foi deletada, a pasta “IT’s”. Ela aparece do lado esquerdo, abaixo.


Após clicar nela, o programa mostra seu conteúdo, inteiramente deletado. Navego pela pasta até encontrar o arquivo que me interessa: “ITSG012 – PROCEDIMENTO DE BACKUP.pdf”. O programa trabalha com praticamente todas as extensões de arquivos.


Assim que o localizo, marco a caixa de seleção ao lado do arquivo e posso clicar em “Recuperar Agora”. Eu poderia recuperar a pasta inteira, apenas selecionando ela do lado esquerdo e também clicando em “Recuperar Agora”.


Eu quase cometi um erro, mas o programa me impediu: Eu ia recuperar o arquivo para o próprio Pen Drive, mas como eu disse no começo deste artigo, evite salvar arquivos no local onde você está recuperando arquivos, para aumentar a chance de recuperação, e o arquivo que você esteja procurando não seja perdido definitivamente por ter gravado dados em cima dele.


Ao clicar em “Selecionar novamente”, ele permite escolher um novo local para salvar. Salvei então no Desktop do meu computador. Quando então, recebo a mensagem que coloca um sorriso no rosto:


Então, corro para o desktop do computador para conferir, e lá está:


Saiba mais detalhes e faça o download da versão gratuita de testes deste programa no site oficial de seu desenvolvedor:


Quando for necessário resgatar arquivos deletados, confie na recuperação de dados com EaseUS.
Adriano Matos
Adriano Matos

Adriano é Engenheiro de Produção e produz conteúdo por aqui há mais de 15 anos. "Não sou inteligente: apenas tenho acesso à internet". Você pode segui-lo em seu Twitter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário