Ler livros é uma excelente forma de se divertir e aprender. Mas nem sempre estamos no clima.

Todos nós sabemos por que ler livros faz bem. Mas é mais fácil e cômodo se distrair por horas nas redes sociais.

Tamarcus Brown/Unsplash


Porém, depois você percebe que não foi algo tão produtivo assim, e pode até ficar com um pouco de culpa.

A seguir, lhe indico três etapas que podem ajudar você a ter a conquistar este novo hábito, mesmo se você quase não tiver tempo livre.



Etapa 1: Escolhendo o gatilho certo


Um gatilho é um contexto ao qual atribuímos um novo hábito.

Repetidas ações da sequência "contexto → hábito" nos faz receber um impulso para executar a ação necessária.

De fato, o objetivo de criar o hábito de ler livros é ensinar a si mesmo como executar ações úteis no piloto automático.

Portanto, comece escolhendo o gatilho ideal para seu novo hábito diário de leitura.

Se você tem dias úteis ocupados por uma programação irregular, um bom momento para ler pode ser, por exemplo, antes do café da manhã.

Para que o cérebro entenda em que contexto é necessário adquirir um novo hábito, o gatilho deve o mais específico possível.

Se você simplesmente designá-lo como “pela manhã”, ou "antes do café da manhã", ficará aí uma grande incerteza: em que momento específico da manhã devo ler?

E onde há incerteza, há procrastinação.

Deixe o gatilho ser o momento em que você vai para a cozinha e liga a chaleira, para tomar café.

Se esse é um hábito que existe há vários anos e se repete dia após dia, é conveniente usá-lo como gatilho.

Em outras palavras, em todas as manhãs você realizará a seguinte sequência de ações:

  • Entre na cozinha e ligue a chaleira (isso é um gatilho).
  • Imediatamente depois disso, pegue um livro que já está lhe esperando ao lado da chaleira.
  • Sente-se para ler (este é um novo hábito).

Etapa 2: Defina uma pequena etapa para um novo hábito


Se você tentar ler imediatamente 50 páginas por dia (especialmente de manhã), não conseguirá manter isso por um longo tempo.

Portanto, você deve começar a introduzir um novo hábito com cuidado, para que o seu cérebro, que sempre está lutando para minimizar nossos esforços e economizar energia, não perceba nada.

Determine o volume que é mais confortável para você no estágio inicial. Por exemplo, leia cinco páginas por dia.


Etapa 3: Observação e ajuste


Depois, durante três semanas, observe se conseguiu aderir ao hábito na forma em que você o definiu e se algo precisa ser ajustado.

Você poderá perceber que o número confortável de páginas aumentou para sete ou talvez até dez por dia.

Caso não esteja conseguindo adquirir este novo hábito, procure descobrir qual é o motivo.

Pode parecer que ler apenas cinco páginas por dia é algo muito pouco, mas em um mês, serão 150 páginas, e isso é definitivamente melhor do que zero! 😉

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem