5 tecnologias que vão revolucionar seu dia, amanhã!


Foto de um balde cheio de lama, e um par de sapatos ao lado, mostrando que um dos tênis, que estava tratado com um produto especial, não se sujou, enquanto o outro está todo sujo !
Seu tênis branquinho, sujo ? Nunca mais !
Já vivemos com muita tecnologia ao nosso redor, mas o que será que ainda está por vir? Vamos lhe mostrar cinco tecnologias que já existem e em breve farão parte do nosso dia a dia!

Como diria Joana Prado, a Feiticeira :
Foto da Joana Prado, de biquini e com um aparelho que dá choques na barriga para emagrecer, e ela dizendo : Não é feitiçaria, é tecnologia !

Mas não Feiticeira, esse aparelho aí não representa qualquer tecnologia que vamos falar aqui. Hoje falaremos da NANOtecnologia !

Para que não pareçam invenções da minha cabeça, quem escreve este texto comigo é o bacharel em química Ricardo Matos (  ), conhecido em minha casa apenas como "meu primo" e que não me deixará mentir sozinho. Acreditem, essas maravilhas modernas existem, e quando você menos esperar, estará batendo à sua porta !


Sim Joana, a Nanotecnologia é coisa do futuro! Graças a ela teremos coisas impressionantes, como super repelentes de água, super processadores de computador e até medicamentos que percorrem todo nosso corpo atrás da doença! Incrível né? Mas antes, o que é, e da onde surgiu essa tal de nanotecnologia ?

Imagem mostrando que a palavra nanotecnologia é formada por : NANO, que significa escala métrica de bilionésimo de metro, TECNO, de tecnologia, e a palavra LOGIA, que significa estudo.

A nanotecnologia é o estudo de fenômenos e a manipulação atômica/molecular na escala de bilionésimo de metro (10−9 metros), ou seja, algo muito pequeno! 

Nesta escala é possível a manipulação de átomos e moléculas, uma a uma, o que abre caminho para o desenvolvimento de coisas incríveis pelo homem. Apesar de parecer coisa do futuro, a nanotecnologia não é tão nova. Graças a um físico americano muito doido e visionário que lá em 1959, durante um congresso, afirmou que não existia qualquer impedimento teórico à construção de pequenos dispositivos.

Olha o galã aí ! Richard Feynman:


Foto de Richard Feynman, dizendo "Eu mesmo !"

Assim nasceu o conceito, mas o termo “nanotecnologia” só foi criado em 1974 por Norio Taniguchi.

A difusão em massa das inúmeras possibilidades que a nanotecnologia poderia trazer ocorreu na década de 1980, com um outro visionário e cientista americano, Kim Eric Drexler. Desde então, com o desenvolvimento e o aprimoramento de técnicas como a microscopia eletrônica, os estudos em nanotecnologia cresceram exponencialmente.

A nanotecnologia caracteriza-se por ser totalmente interdisciplinar, abrangendo diversas áreas do conhecimento, como química, física, biologia e engenharia, o que possibilita as mais diversas aplicações.

Chega de história, e vamos te contar cinco exemplos das maravilhas da nanotecnologia !

» REMÉDIOS DIRECIONADOS ("DRUG-DELIVERY")

Imagem de uma capsula de remédio sendo aberta, e caindo seu conteúdo, algumas bolinhas verdes pequenas.

Já pensou um enfermo, com câncer por exemplo, tomar um remédio e esse medicamento percorrer todo o seu corpo atrás da doença? Encontrá-la e só agir localmente? Pois é, com a nanotecnologia isso é possível !

Nanopartículas específicas são injetadas no paciente e percorrem todo o sistema circulatório, combinando-se apenas com as células do câncer, agindo localmente, sem prejudicar as células normais ! Com essa técnica tratamentos como quimioterapia e radioterapia convencionais serão minimizados ou até mesmo desnecessários, representando um grande benefício para a recuperação do paciente !

Confira o vídeo ilustrativo: (em inglês)



» FERROFLUIDO
Imagem do Ferrofluído, aparenta ser uma miniatura de várias montanhas, no formato de espinhos.


Belas esculturas, né ? E se eu te falar que isso é um líquido modelado ? Impossível ?

Pois é, utilizando nanopartículas é possível criar verdadeiras esculturas em líquidos. Veja o vídeo :



O líquido ferrofluido é composto por inúmeras nanopartículas ferromagnéticas, que são sensíveis a campos magnéticos. As nanopartículas que compõem o líquido se alinham a esse campo, adquirindo sua forma ! Variando a posição e intensidade do campo é possível formar diversas esculturas e passar um bom tempo brincando com isso!



Foto da Joana Prado dizendo : "Bonitinho mas... isso só serve para enfeitar ?"

Não Feiticeira ! As nanopartículas ferromagnéticas (ferrofluidos), não são apenas bonitas, mas tem funções importantíssimas !

O ferrofluido pode ser utilizado no tratamento de câncer e na redução de atrito em equipamentos. A NASA utiliza elas como giroscópio em naves espaciais, além da força aérea norte-americana, que usa ferrofluido na fabricação de tintas magnéticas, tornando aviões invisíveis ao radar inimigo. As aplicações são inúmeras!

Mas isso não impede de você ter um em casa pra brincar...



» SUPER VENTOSAS


Foto de um boneco em tamanho real do super-herói Homem-aranha preso ao teto de um quarto, de ponta cabeça.

Alguém quer ser um homem-aranha? Não temos a tecnologia da teia, mas graças a nanotecnologia então sendo criadas super ventosas!

Inspirados na incrível capacidade que as lagartixas têm em fixar-se em qualquer superfície, cientistas estão desenvolvendo produtos com grande capacidade de aderência, que fixam-se em superfícies lisas ou ásperas. O segredo está na superfície desses materiais (e nos dedos das lagartixas) que apresentam milhões de nanoestruturas, conferindo grande capacidade aderente. Essa característica é dependendo do ângulo entre as nanoestruturas e a superfície de contato, assim a aderência pode ser anulada apenas mudando o ângulo de contato, o que possibilita andar pelas paredes, por exemplo!

Foto da pata da lagartixa. Se reparar vários canais nas pontas dos dedos, na horizontal, como se fosem vários riscos.
A pata de uma simpática lagartixa, cheia de nanotecnologia ! 
Não vai demorar muito (em escala de pesquisa) para que luvas com essa tecnologia sejam comercializadas, e dezenas de novos homens-aranha apareçam por aí.

Olha um dos cientistas se divertindo, pendurado por uma ventosa já com a tecnologia :



Confira o vídeo ilustrativo: (em inglês)



» CAPA DA INVISIBILIDADE

Foto-montagem de uma pessoa sem rosto, mas vestindo um terno e chapéu. é como se alguém estivesse vestindo o terno, mas invisível.

Como é que é ??? Sim meu amigo, estamos chegando lá !

Diversos estudos, utilizando diversas técnicas diferentes, tentam chegar a tão sonhada invisibilidade há anos. Um desses estudos envolve justamente a utilização de materiais na escala de nanômetros (nanoestruturados), que apresentaremos aqui.

De antemão, esqueçamos a ideia de tomar um comprimido e ficarmos invisíveis, os estudos indicam a “invisibilidade” com algo externo ao corpo, como uma capa de invisibilidade, por exemplo ! Assim, as pesquisas nessa área estão focadas em encontrar formas de ocultar os objetos, ou seja, continuarão lá mas não perceberemos, como uma ilusão de óptica. Outro ponto polêmico é a de atravessar paredes, de ninguém sentir a coisa invisível, mas esqueça, você (ou a coisa) só deixa de existir em um lugar se ocorrer um teletransporte, área em que já existem avançados estudos, mas que não tem nada a ver com invisibilidade.

Pois bem, cientistas da Universidade de Dallas (EUA) desenvolveram uma forma de deixar os objetos invisíveis (capa da invisibilidade) a partir de folhas de nanotubos de carbono (nanotecnologia). O que os cientistas fizeram nada mais foi do que imitar a natureza, como em outros grandes estudos, reproduzindo com essas folhas de nanotubos o efeito de miragem que ocorrem nos desertos. Confira:


A explicação é que por meio de estimulação elétrica a folha de nanotubos de carbono, que é transparente, atinge altas temperaturas. Ao transferir o calor para o ambiente ao seu redor, ela provoca o efeito miragem (desviando os raios de luz), fazendo com que os objetos colocados atrás da folha fiquem invisíveis. Ao retirar a corrente elétrica o efeito acaba e o objeto torna-se visível novamente. Simples e por isso muito promissor!

Uma outra forma de produzir a capa da invisibilidade é utilizando metamateriais (material produzido artificialmente, que apresenta propriedades raras na natureza), como o estudo mostrado no vídeo abaixo. Neste caso a luz passa pela pessoa diretamente, graças às propriedades únicas dos metamateriais, é um segmento de pesquisa bem promissor também.



É certo que muitos estudos ainda precisam ser feitos para, quem sabe um dia, termos a comercialização das capas de invisibilidade, mas graças a nanotecnologia estamos cada vez mais perto dessa realidade !

Foto do personagem Harry Potter dizendo : "Raios ! Esses cientistas descobriram meu segredo !"

» REPELENTES DE ÁGUA


Fotografia de um parabrisa de um carro, na qual metade dele está toda suja de lama, impossível ver algo, e na outra metade, do lado do motorista, quase que 100% limpo, perfeito para se ver a estrada.

Essa o Cascão iria adorar: você aplica um spray, e o objeto repele água! Nunca mais você vai precisar lavar seu tênis, veja que coisa maravilhosa !

Inspirados em algumas plantas, cientistas desenvolveram revestimentos super hidrofóbicos, ou seja, que “repelem” totalmente a água!

Foto bem próxima de uma folha de uma planta, porém algumas gotas de água rolando por cima, não molhando a planta. Como um repelente de água.

Isso ocorre, é claro, devido à nanotecnologia! Estudando essas plantas, principalmente o lótus, os cientistas descobriram que suas folhas são recobertas por milhões de estruturas nanoscópicas (da ordem de nanômetros). Essas estruturas, então reunidas, repelem completamente a água. É o chamado Efeito Lótus.


O que o homem fez foi apenas imitar a natureza, desenvolvendo produtos com a tecnologia observada nas folhas do lotus, como o super repelente de água aplicado em carros e em tênis.



Veja o que acontece se aplicarmos esse spray no dedo e depois colocá-lo na água :


Tal tecnologia pode ser aplicada das mais variadas formas, como em janelas, roupas e equipamentos, e é incrível !!! E o melhor : já está disponível comercialmente !


O personagem Cascão, da Turma da Mônica, dizendo "Adorei !"

Outros exemplos de aplicações da nanotecnologia :

  • Purificador de água (para catástrofes e regiões muito pobres)
  • Embalagens inteligentes (mantendo a qualidade dos alimentos)
  • Roupas que não ficam fedidas (não pegam cheiro)
  • Diagnóstico de doenças em um chip (rápido, barato e pode ser feito em casa)
  • Materiais mais resistentes e leves (como os da F1)
  • Computação quântica (preparem-se gamers!)

Os estudos de aplicação de nanotecnologia são inúmeros, e cada vez mais nosso cotidiano será dominado por esses materiais. Mas o que faz as coisas “nano” serem tão especiais?

Essas propriedades especiais dos materiais nano são decorrentes justamente do seu tamanho reduzido, que leva aos efeitos de área superficial alta e confinamento quântico, conferindo ao material novas ou potencializadas propriedades físico-químicas, quando comparado a materiais maiores (macroscópicos). Desta forma, podemos dizer neste caso que : quanto menor, melhor! 

Gostou da nanotecnologia, Joana ?

Joana Prado dizendo "Ahhh... apesar de ser nano... Adorei !!!"

Sobre o autor :
Ricardo Matos é bacharel em química pela Universidade Federal de São Paulo em 2011, atualmente cursa o mestrado na mesma instituição e gerencia sua própria empresa na área de estudos estatísticos, a Qualimetrics – Qualidade Laboratorial & Estatística. Já no ensino médio era fã de nanotecnologia, e em 2009 começou a trabalhar com pesquisas nesta área (possui 3 artigos científicos internacionais [1][2][3]). Encontre-o pelas redes sociais :  
  
Tecnologia do Blogger.