Precisamos mesmo de tantas "Lives"?


Não sei você, mas eu não me interesso quando recebo uma notificação que alguém está fazendo uma transmissão ao vivo em uma rede social.

Nós já temos tantas coisas para ver e fazer, e todas as lives são do mesmo jeito: atrapalhadas, com perda de tempo... o apresentador fica lendo quem está entrando, procurando perguntas, testando se está funcionando...

Um vídeo gravado e editado respeita o tempo do seu telespectador, indo direto ao ponto da mensagem.

Mas sei lá, só eu devo pensar assim.
Adriano Matos
Adriano Matos

Adriano é Engenheiro de Produção e produz conteúdo por aqui há mais de 15 anos. "Não sou inteligente: apenas tenho acesso à internet". Você pode segui-lo em seu Twitter.