Fazendo as curvas, de retas

Neste ultimo domingo, fui até o Rio de Janeiro dar uma andada de Kart. Mas sem perder o Grande Prêmio de Fórmula 1.

Quando eu já estava cruzando a Ponte Rio-Niterói, o grande premio já havia começado. Aonde alí, conseguiria acompanhar a corrida ? Assim que termina a ponte, logo foi lembrada a Rodoviária ! Demos uma paradinha lá, para acompanhar as primeiras voltas da Fórmula 1. Após o acidente com o Ralf Schumacher, que tudo havia recomeçado, resolvemos continuar o caminho, e fomos até o Kart Indoor que fica no Carrefour da Tijuca. Lá, deu para acompanhar o final da corrida, e ver o Rubinho, que largou em primeiro, na segunda colocação, ao lado do seu "amiguinho" Schumacher, na primeira.

Enfim, começa aquela arrumação para entrar na pista, põe luvas, balaclava, capacete, e senta no kart. O kart estava muito bom, estava bem naquele kart, quando depois da tomada de tempo, que deu a parada para a formação do grid de largada, o diretor da prova nota no meu kart uma das barras de proteção ao lado de um dos pneus dianteiros solta. Ele tenta aparafusar ela ali na hora, mas não consegue e pede que eu vá até o box. No box ele continua não conseguindo fechar e disse o que eu mais temia : Troca de kart !

Parece maldição de kart indoor : Nas ultimas vezes em que eu corri de kart, tive que troca-lo na hora da corrida, e sempre me dei mal. E não podia ser diferente. Achando que o kart em que eu estava estaria como o anterior, logo na primeira curva, já bati de lado em alguns pneus, e na mesma volta, rodei em uma curva. Bastou isso para me indicar que todo o treino que eu havia feito antes não valeu de nada. E acabei por ultimo, com esse kart que me deixou na mão.

Logo após isso, fomos até o Kartódromo do Rio ! Aí sim ! pista ao ar livre, mais larga, mais tudo ! Ah, mais desorganizada também. Mas valeu a pena, gostei muito do Kartódromo, é outra coisa completamente diferente de kart indoor. Lá sim eu me diverti bastante. Logo na saída para a tomada de tempo, dei um 360º bonito, ainda não conhecia a pista, e já fui com tudo... mas enfim, a corrida, com 8 corredores, fiquei na quinta posição. Dada a largada, fecho o sexto colocado para garantir minha colocação e começo a abrir... abrir... até chegar uma hora que eu não via aonde estava o sexto colocado, enquanto o quarto colocado em diante também se distanciavam de mim. Até que de repente, comecei a alcançar o quarto colocado. Colei nele. Fui me aproximando, aproximando, até que o líder da prova começar a chegar próximo a mim, justo na hora em que eu me preparava para ultrapassar. Mas o inesperado aconteceu : o cara da frente não aguentou a pressão, e acabou rodando no meio de uma curva, eu que estava muito próximo, joguei para a direita, o líder foi pela esquerda, e eu além de ultrapassar, já cedí passagem ao líder da prova ao mesmo tempo. Permaneci a prova toda na quarta colocação. Quando derepente, após uma curva, vejo uma segunda sombra, além da minha. Após a curva, um maluquinho quis me ultrapassar pela direita, colei em uns cones, ele não iria por alí, vi que ele tentou pela esquerda, segurei ele um pouco pela esquerda também, mas aí chegou a curva, que era para a esquerda, e por alí ele me ultrapassou. Mas pensei comigo mesmo : "Ah, não vou deixar ele levar minha posição !" e na mesma hora colei na traseira do sujeito. E completamos a volta colados, até que a gente passou pela cabine de controle, de onde só saiu a bandeira branca, e acabou que não tive chances de recuperar minha posição. Acabei no mesmo lugar que eu comecei, na quinta colocação. Ah, tá jóia ! Alí no kartódromo só tem nego experiente, eu que nem conheço direito as coisas, consegui pelo menos a 5 colocação, tá bom demais !

Agora eu falo que o kartódromo do Rio é uma das minhas pistas favoritas ! Mas eu tenho que aprender a andar nessa pista da Tijuca, lá eu sempre me dou mal...
Tecnologia do Blogger.